Para clarear os cabelos, não tem jeito: é preciso descolorir. E as notícias não são animadoras para quem quer evitar a “detonação” dos cabelos. Isso porque, para remover a pigmentação, os produtos descolorantes precisam abrir muito as camadas dos fios e, depois, essas escamas são reabertas novamente para colocar uma nova cor. Quanta química!

 

Mas, alto lá! Se pintar os cabelos fosse assim tão “fim do mundo”, teríamos milhares de mulheres sem cabelos, com cabelos horrorosos... Sem contar que o mundo seria tão chato se não fosse possível mudar a cor das madeixas e causar!

 

Na busca da inovação e da coloração ideal, algumas mulheres chegam a mudar diversas vezes o tom de suas madeixas.  Para cuidar direitinho da cor, vale observar algumas dicas, como dar um certo intervalo de tempo e utilizar produtos que ajudam a proteger o fio das agressões. Afinal, um cabelo com química é um cabelo que exige maiores cuidados.

 

Como já falamos por aqui, a coloração promove o desequilíbrio do pH (potencial de hidrogênio) do fio. Clareando: o processo químico para que o fio absorva a pigmentação envolve a abertura das escamas e a sensibilização do córtex (camada responsável pela vitalidade e força do fio). Como consequência, o pH dos fios é elevado, tornando-se alcalino.

 

Os efeitos: perda da força, elasticidade e brilho. Pensando assim, preciso deixar de tingir os fios? Certamente, não! Já existem produtos que reparam o desequilíbrio causado pela coloração. A linha QOD Color Save Shampoo e condicionador, da QOD Cosmetic, ajuda a equilibrar o pH, garantindo o aspecto saudável ao mesmo tempo que conserva a cor.

Deixe seu comentário

Youtube